Coordenado por Daphne Soares | CRP 03/05853

Este curso tem como objetivo problematizar o debate em relação ao acolhimento das profissionais de saúde diante aquelas mulheres que buscam cuidado da sua saúde sexual e reprodutiva entre outros tipos de cuidado, considerando os aspectos da diversidade de possibilidades da sexualidade e subjetividade feminina, somadas à ampliação do debate na perspectiva da diversidade de gênero.

Considera-se a relevância da inserção desse debate entre profissionais de saúde, a partir de relatos de atuações muitas vezes atravessadas pelo machismo, sexismo, ou por uma compreensão unilateral do ser mulher e da sua subjetividade. Destaca-se aqui o foco no público-alvo de mulheres profissionais de saúde, onde, a partir da imersão – buscando favorecer reflexões diante experiências individuais enquanto mulheres – e da formação teórica e técnica, se objetivará o exercício de entrar em contato com vivências que problematizem fenômenos como o machismo, a construção e o desenvolvimento das sexualidades e feminilidades, a violência contra a mulher nas suas variadas formas, a construção das nossas subjetividades diante tais fenômenos, e como tais podem influenciar nas nossas práticas profissionais ao atendermos outras mulheres, considerando também o público LGBTQIA+, na perspectiva da diversidade de gênero.

Entre mulheres e para mulheres, buscaremos construir novas perspectivas de cuidado!

– Carga horária: 30 horas

– Os encontros acontecem quinzenalmente aos sábados, das 14h às 18h, com início no dia 14 de agosto*. Vagas limitadas!
– Público-alvo: Profissionais de saúde mulheres, a partir da diversidade da identidade de gênero, buscando incluir no debate as discussões sobre o cuidado em saúde ao público LGBTQIA+, e consequentemente as profissionais de saúde que possam pautar o acesso a essas informações a partir de suas experiências pessoais e profissionais.
– Investimento de R$ 200 (duzentos reais), à vista, no ato da inscrição. Quer participar? Se inscreva pelo formulário a seguir.
– Pleiteamento para bolsa integral disponível para mulheres negras, imigrantes e/ou periféricas. Envie uma carta de intenção e comprovante de renda para o email [email protected] até o dia 30 de julho.
Para dúvidas e mais informações entrar em contato através do Whatsapp: (11) 95851-3330 ou pelo link: b.link/WhatsappDaCasa
Apoio: Fundação Tide Setubal.